• #33 Crise na articulação política é principal desafio do governo Lula em 2024

    14 JUN. 2024 · Neste primeiro semestre de 2024, o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vem sofrendo derrotas sequenciais no Congresso Nacional. Entre os vetos de Lula derrubados pelo Legislativo estão os à "Lei das Saidinhas" de presos, e a uma emenda da extrema direita que impede gastos com ações alinhadas à pauta de costumes – […] O post https://podcast.brasildefato.com.br/2024/06/33-crise-na-articulacao-politica-e-principal-desafio-do-governo-lula-em-2024/ apareceu primeiro em https://podcast.brasildefato.com.br.
    53m 9s
  • #32 América Latina: eleições 2024 podem fortalecer democracia e integração

    7 JUN. 2024 · Em 2024, ano de corridas eleitorais em diversos países da América Latina, a luta pela democracia e o avanço da extrema direita ganham destaque. No primeiro semestre, foram eleitos presidentes em El Salvador, Panamá e México. Nos próximos meses, Venezuela e Uruguai escolherão seus mandatários. Haverá, ainda, pleitos municipais no Brasil e no Chile. Para analisar os […] O post https://podcast.brasildefato.com.br/2024/06/32-america-latina-eleicoes-de-2024-podem-moldar-a-democracia-e-fortalecer-a-integracao-regional/ apareceu primeiro em https://podcast.brasildefato.com.br.
    56m 33s
  • #31 Debate sobre câmeras corporais na polícia ganha relevância em meio a divergências no uso

    31 MAY. 2024 · No contexto do crescente debate sobre segurança pública no Brasil, a utilização de câmeras corporais por policiais (COPs) tem sido intensamente discutida. Desde sua implementação em 2020, São Paulo se destaca entre os sete estados brasileiros que adotaram essa tecnologia. O estado registrou uma significativa diminuição nos incidentes e delitos após o início do uso […] O post https://podcast.brasildefato.com.br/2024/05/31-debate-sobre-cameras-corporais-na-policia-ganha-relevancia-em-meio-a-divergencias-no-uso/ apareceu primeiro em https://podcast.brasildefato.com.br.
    58m 28s
  • #30 Morte de Ebrahim Raisi abre nova fase na política e relações internacionais do Irã

    24 MAY. 2024 · Ebrahim Raisi, presidente do Irã, morreu em um acidente de helicóptero no último domingo (19). Apesar de não ser a figura mais importante na política do país – posto ocupado por Ali Khamenei, o aiatolá e líder supremo da nação – Raisi foi responsável por mudar a imagem do Irã tinha frente à comunidade internacional. Raisi, que assumiu a presidência em 2021, era alinhado com Khamenei e se colocava como seu possível sucessor. Agora, Mohammad Mokhber, o vice-presidente, permanece como o líder interino do país. As eleições para a escolha do novo presidente acontece no dia 28 de junho. Para comentar as implicações geopolíticas da morte de Raisi e a disputa pelo poder no país, o Três por Quatro convidou Bruno Huberman, professor de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Ficha Técnica: Apresentação: Nara Lacerda e Nicolau Soares Comentários: José Genoíno Direção: Monyse Ravena e Camila Salmazio Produção e Roteiro: Letycia Holanda Trilha sonora original: Alejandra Luciani Trabalhos técnicos: Lua Gatinoni Cinegrafista: Vitor Shimomura Identidade visual: Nazura Santos Coordenação de Rádio e TV: Monyse Ravena Direção de jornalismo: Nina Fideles
    51m 1s
  • #30 Morte de Ebrahim Raisi abre nova fase na política e relações internacionais do Irã

    24 MAY. 2024 · Ebrahim Raisi, presidente do Irã, morreu em um acidente de helicóptero no último domingo (19). Apesar de não ser a figura mais importante na política do país – posto ocupado por Ali Khamenei, o aiatolá e líder supremo da nação – Raisi foi responsável por mudar a imagem do Irã tinha frente à comunidade internacional. Raisi, […] O post https://podcast.brasildefato.com.br/2024/05/30-morte-de-ebrahim-raisi-e-os-reflexos-geopoliticos-da-troca-de-presidente-no-ira/ apareceu primeiro em https://podcast.brasildefato.com.br.
    51m 1s
  • #29 Enchentes no Rio Grande do Sul e a onda de fake news da extrema direita

    17 MAY. 2024 · Quase três semanas após o início das chuvas, a tragédia climática no Rio Grande do Sul está longe de acabar. Além de um cenário em que mais de 2 milhões de pessoas foram afetadas, o estado ainda precisa combater um dos efeitos colaterais da tragédia: as fake news. A edição desta sexta-feira (17) do programa […] O post https://podcast.brasildefato.com.br/2024/05/29-enchentes-no-rio-grande-do-sul-e-a-onda-de-fake-news-da-extrema-direita/ apareceu primeiro em https://podcast.brasildefato.com.br.
    53m 1s
  • #29 Enchentes no Rio Grande do Sul e a onda de fake news da extrema direita

    17 MAY. 2024 · Quase três semanas após o início das chuvas, a tragédia climática no Rio Grande do Sul está longe de acabar. Além de um cenário em que mais de 2 milhões de pessoas foram afetadas, o estado ainda precisa combater um dos efeitos colaterais da tragédia: as fake news. A edição desta sexta-feira (17) do programa Três por Quatro, que contou com a participação de João Feres Júnior, diretor científico do Monitor do Debate Público, e  João Brant, secretário de Políticas Digitais da Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom), analisou os mecanismos de disseminação de notícias falsas utilizados pela extrema direita, bem como os efeitos sobre a população atingida. O programa também abordou as ações do governo no enfrentamento aos danos causados pelas inundações no estado. Ficha Técnica: Apresentação: Nara Lacerda e Nicolau Soares Comentários: José Genoíno Direção: Monyse Ravena Produção e Roteiro: Letycia Holanda Trilha sonora original: Alejandra Luciani Trabalhos técnicos:  Lua Gatinoni Cinegrafista: Vitor Shimomura Identidade visual: Nazura Santos Coordenação de Rádio e TV: Monyse Ravena Direção de jornalismo: Nina Fideles
    53m 1s
  • #28 Enchentes no RS: é preciso sim buscar os culpados pela tragédia

    10 MAY. 2024 · A tragédia climática que assola 80% das cidades do Rio Grande do Sul dá conta que pelo menos 1,7 milhão de pessoas foram atingidas no estado. As chuvas, que começaram no dia 29 de abril, foram previstas por institutos de meteorologia com pelo menos uma semana de antecedência. A resposta ao perigo anunciado, no entanto, foi incapaz prevenir o desastre. A edição desta semana do Três por Quatro, esmiuça as responsabilidades por esta que é pode se tornar a maior tragédia socioambiental já ocorrida no país. Para isso, o podcast convidou Suely Araújo, especialista-sênior em política pública do Observatório do Clima e ex-presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que faz uma reflexão essencial sobre as medidas preventivas que deveriam ter sido tomadas pelo Estado e a urgência de responsabilização diante do desastre. Também participa a jornalista Kátia Marko, editora do Brasil de Fato RS, que traz um panorama da situação in loco.  Ficha Técnica: Apresentação: Nara Lacerda e Igor Carvalho Comentários: José Genoíno Direção: Camila Salmazio Produção e Roteiro: Letycia Holanda Trilha sonora original: Alejandra Luciani Trabalhos técnicos: Lua Gatinoni Cinegrafista: Vitor Shimomura Identidade visual: Nazura Santos Coordenação de Rádio e TV: Monyse Ravena Direção de jornalismo: Nina Fideles
    59m 41s
  • #28 Enchentes no RS: é preciso sim buscar os culpados pela tragédia

    10 MAY. 2024 · A tragédia climática que assola 80% das cidades do Rio Grande do Sul dá conta que pelo menos 1,7 milhão de pessoas foram atingidas no estado. As chuvas, que começaram no dia 29 de abril, foram previstas por institutos de meteorologia com pelo menos uma semana de antecedência. A resposta ao perigo anunciado, no entanto, […] O post https://podcast.brasildefato.com.br/2024/05/28-enchentes-rs-e-preciso-sim-buscar-os-culpados-pela-tragedia/ apareceu primeiro em https://podcast.brasildefato.com.br.
    59m 41s
  • #27 Principal oposição de Maduro, Maria Corina é o Bolsonaro da Venezuela

    3 MAY. 2024 · Em 28 de julho, as eleições presidenciais venezuelanas definirão o próximo líder do país. Em oposição a Nicolás Maduro, que busca a reeleição, o partido venezuelano PUD (Plataforma Unitária Democrática) anunciou a candidatura do diplomata Edmundo González Urrutia. Oficializado após o CNE (Conselho Nacional Eleitoral) da Venezuela estender o prazo de registro de candidatos, o nome de Urrutia surge em virtude da impossibilidade de disputa por parte da líder da oposição, a ex-deputada e ultraliberal, María Corina Machado. Enquanto crescem manifestações pró-Maduro e o modelo “chavista” de governo, grupos de extrema-direita questionam a credibilidade das urnas, sugerindo que as eleições são antidemocráticas. Para comentar o que está em jogo nas eleições venezuelanas, e os impactos do pleito para a população do país, o Três por Quatro, conversa com a jornalista Michele de Mello, do jornal russo RT, e com correspondente do Brasil de Fato, Lorenzo Santiago.  Ficha Técnica: Apresentação: Nara Lacerda e Nicolau Soares Comentários: João Pedro Stédile Direção: Camila Salmazio Produção e Roteiro: Letycia Holanda Trilha sonora original: Alejandra Luciani Trabalhos técnicos: Adilson Oliveira e Lua Gatinoni Cinegrafista: Vitor Shimomura Identidade visual: Rafael Canoba Coordenação de Rádio e TV: Monyse Ravena Direção de jornalismo: Nina Fideles
    57m 59s
Um retrato do Brasil através da visão do campo popular. Toda sexta-feira, às 7h da manhã. Produção do Brasil de Fato.
Contactos
Información

Parece que no tienes ningún episodio activo

Echa un ojo al catálogo de Spreaker para descubrir nuevos contenidos.

Actual

Parece que no tienes ningún episodio en cola

Echa un ojo al catálogo de Spreaker para descubrir nuevos contenidos.

Siguiente

Portada del episodio Portada del episodio

Cuánto silencio hay aquí...

¡Es hora de descubrir nuevos episodios!

Descubre
Tu librería
Busca